Há uma série de elementos que precisam ser levados em consideração ao planejar espaços públicos, a fim de garantir que esses ambientes sejam vivos, sustentáveis e seguros. A iluminação, um elemento crucial da infraestrutura urbana de uma cidade, é um serviço público muito importante, que precisa ser provido aos cidadãos.

Dos principais benefícios que uma boa iluminação urbana pode proporcionar, a segurança é o principal deles. Ao iluminar ruas, parques e outros espaços públicos, reduzimos também os riscos de acidentes, uma vez que o número crescente de pessoas nas áreas urbanas têm optando por meios sustentáveis de transporte, como as bicicletas e os patinetes elétricos. Com isso, cresceu também a necessidade de garantir a segurança das pessoas que optam por esses meios de locomoção.

Além da segurança nas ruas e estradas, um projeto de iluminação urbana bem desenvolvido pelo poder público pode influenciar positivamente na queda dos nos níveis de criminalidade desses espaços, proporcionando à população uma significativa sensação de segurança para estudar, trabalhar, ir a compromissos e viver a cidade depois do pôr do sol. Um exemplo disso pode ser visto em um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas, em 2017, que constatou que a expansão da iluminação pública pode ajudar a reduzir a taxa de homicídios nos municípios com menor renda per capita do Brasil, em zonas rurais da região Nordeste do país. De acordo com o estudo, cada ponto percentual de acréscimo na cobertura de energia elétrica representou a redução de um homicídio a cada 100 mil habitantes nas vias públicas de municípios do Nordeste, de 2000 a 2010.

Uma boa iluminação urbana não é apenas um serviço público que dá mais segurança aos cidadãos, mas também é um elemento que apoia o desenvolvimento econômico local. Com um melhor design de espaços públicos, a iluminação faz com que a cidade seja mais atraente para turistas e residentes; além de ter fortes impactos positivos no bem-estar, na saúde, na convivência social e na conscientização cultural.

O conceito de iluminação urbana sendo desenvolvida com base em design de serviços é uma tendência em evolução, e isso faz parte de uma transição digital que cidades do mundo inteiro mundo inteiro estão vivendo no momento. Abaixo, você confere duas soluções inteligentes que pensam na iluminação urbana não apenas como um recurso básico, mas também como um serviço público que pode aumentar a qualidade da vida dos cidadãos e auxiliar na gestão das cidades:

Uma solução atual: Interact IoT Platform, Signify

Uma plataforma de IoT segura e escalável que coleta informações de iluminação de LED conectada, sensores incorporados e dispositivos de IoT, em um sistema de iluminação conectado. A API aberta permite que o software de iluminação e a arquitetura do sistema compartilhem dados entre pontos de luz LED, sensores e a plataforma desenvolvida pela Signify.

A Interact IoT Platform realiza milhões de transações de dados todos os dias, a partir de processamento e análise de big data e aprendizado de máquina. Além disso, a Interact IoT Platform oferece novas informações para ajudar gestores a aumentar a eficiência operacional e tomar decisões mais eficazes. A solução pode ser aplicada a empresas, ao varejo e a cidades. Com o Interact City é possível gerenciar e otimizar a iluminação da cidade; realizar um monitoramento ambiental a partir sensores conectados no sistema de iluminação pública; e detectar incidentes, fazendo com que os serviços de emergência respondam com mais rapidez e precisão.

Um dos cases apresentados pela Signify é a cidade de Buenos Aires, na Argentina, onde o desafio era fazer com que a cidade se tornasse mais sustentável, uma vez que o aumento populacional estava causando um aumento do consumo de energia e, consequentemente, um aumento nas emissões de CO2. Para resolver esse problema, Buenos Aires queria instalar um sistema de iluminação pública LED com um software de gerenciamento de iluminação baseado em nuvem que reduzisse custos e pudesse se adaptar às futuras necessidades da cidade.

A instalação do novo sistema de iluminação foi concluída em três fases ao longo de três anos. Em 2013, foram instaladas 11.000 luminárias LED nas principais avenidas e ruas. Outras 40.000 foram instaladas em 2014 e 2015 nas ruas secundárias, para um total de 91.000 novos pontos de luz na cidade. A instalação completa melhorou 75% da iluminação em Buenos Aires, economizando 50% em custos operacionais e reduzindo significativamente as emissões anuais de CO2.

Uma solução do futuro: Twinkle, Honghao Deng e Jiabao Li

O drone Twinkle é um projeto conceitual desenvolvido como uma solução para locais urbanos que faz com que os cidadãos se sintam seguros e protegidos ao caminhar pela cidade após pôr do sol. Projetado por Honghao Deng e Jiabao Li, o drone é instalado em um poste de iluminação e levanta voo, uma vez que uma pessoa é detectada caminhando pelas proximidades, iluminando seu caminho através de ambientes com pouca luz.

Além de aumentar a segurança dos pedestres, fornecendo iluminação em locais onde normalmente não existem postes de luz, o sistema também pode ser usado para patrulhar as ruas, usando os sensores do drone para encontrar pessoas escondidas nas sombras, prevenindo possíveis assaltos ou outros tipos de ataque.

No momento, o Twinkle é um projeto que ainda está só no papel e não há previsão de quando será implantado (ou até mesmo se será implantado algum dia), mas esta não deixa de ser uma ideia muito interessante que talvez seja vista futuramente em uma cidade inteligente.