Cidade do Amanhã: O futuro da mobilidade urbana, segundo a Ford

A mobilidade é uma questão de extrema importância quando pensamos nas cidades do futuro. Com a maioria da população mundial concentrada nas áreas urbanas em todo o mundo, a previsão é que até 2030 cerca de 60% da população mundial viverá em áreas urbanas.

Com isso o transporte se tornou uma situação cada vez mais complexa devido a crescentes impasses, aumento da poluição, desafios de ampliação de infraestrutura e transporte de massa ineficaz.

Não apenas as opções de transporte público estão lotadas e as estradas cada vez mais congestionadas, mas a reduzida quantidade de espaço dedicado ao transporte dificulta o dimensionamento das cidades. Mais pessoas geralmente significam mais carros. Mais carros precisam de mais estacionamentos. E mais estacionamentos requerem mais espaço – espaço que é um grande desafio de ser estruturado e que poderia ser usado para outros fins públicos.

Quando você visita lugares como Nova York, Los Angeles ou a Cidade do México, provavelmente já está ciente dos problemas de transporte. Até cidades com sistemas de transporte público robustos consideram o grande movimento de pessoas e veículos um problema persistente. De acordo com o Projeto de Urbanização Mundial das Nações Unidas, de 2014, quase 90% dos adultos concordam globalmente que as cidades precisam de melhores opções de transporte.

Depois de identificar todos esses problemas, a Ford começou a explorar oportunidades que potencialmente poderiam resolver esses problemas de mobilidade crescentes. São, portanto, experimentos e soluções emergentes que moldarão a “Cidade do Amanhã”.

A visão da Cidade do Amanhã explora como os avanços da mobilidade em curto prazo, veículos autônomos e elétricos, compartilhamento de viagens e veículos conectados podem interagir com a infraestrutura urbana e criar um ecossistema de transporte mais coeso. Avanços e investimentos em oportunidades emergentes, como novos aplicativos de compartilhamentos de viagens, carregamento sem fio para carros elétricos e a evolução no gerenciamento de tráfego também devem ser utilizados em todo os EUA para ajudar a mudar a maneira como as pessoas se deslocam pela cidade.

Em um esforço para levar a Cidade do Amanhã adiante, a Ford contratou os melhores e mais brilhantes funcionários para criar uma equipe exclusiva da “City Solutions” que ajudará a resolver problemas de ambiente urbano e a desenvolver soluções de mobilidade para cidades congestionadas.

Para realizar isso de maneira eficaz e fornecer às cidades um valioso parceiro em mobilidade, a Ford está fazendo parcerias com diversos prefeitos e a organização Bloomberg Philanthropies para ajudar cidades nos Estados Unidos a desenvolver e aplicar inovações tecnológicas a fim de facilitar o fluxo.

A empresa acredita que para resolver os complexos problemas do amanhã, precisamos começar a planejar hoje. Existe um potencial enorme – e de longo prazo – para as execuções da Cidade do Amanhã. O futuro poderá manter uma concentração significativa de veículos elétricos autônomos e compartilhados nas cidades, o que resultará na eliminação de grandes quantidades de estacionamentos e congestionamentos no tráfego, além de reduzir as emissões de poluentes das principais cidades.

Estes avanços com veículos autônomos, elétricos e conectados, assim como o compartilhamento de viagens e como todos eles se conectam a infraestrutura urbana poderão trazer muitas respostas a questões de mobilidade, que está em constante movimento. Já foram testados programas em Grand Rapids, Michigan, Pittsburgh e Miami-Dade County para reunir ideias focadas na evolução da mobilidade urbana.

Isso, juntamente com o impacto potencial de drones, transporte de massa em alta velocidade e muitas outras inovações, pode mudar a maneira como a infraestrutura de uma cidade inteira opera.

Acreditamos em um futuro conectado, onde soluções inteligentes como veículos autônomos nos ajudam a circular com mais liberdade, e com mais qualidade de vida. Em breve, a Cidade do Amanhã pode deixar de ser apenas uma visão e se tornar uma realidade. O compromisso de enfrentar os desafios de mobilidade de pessoas em todo o mundo deve buscar encontrar e criar soluções para todos – independentemente de terem ou não um carro.

Leia também:

  • Mobilidade urbana: Veículos a combustão vão desaparecer na próxima década, diz estudo – Saiba mais
  • Robô policial: China implanta primeiros modelos no controle de trânsito – Saiba mais