No início deste mês concluímos o Projeto Respeito à Vida, lançado no dia 18/06/2019 no Palácio dos Bandeirantes, que tem como objetivo conscientizar a população para promover a mudança de comportamento no trânsito. A parceria realizada entre a Agência Tellus, a Secretaria de Governo do Estado de São Paulo e a Ambev buscou cocriar um  planejamento e plano de ação para os anos de 2019 a 2021 para redução de acidentes, mortes e violência no trânsito.

Acidentes de trânsito no Brasil e Estado de SP

Somente em 2016, o Brasil registrou 37 mil mortes no trânsito. No estado de São Paulo os óbitos no trânsito superam o número de homicídios chegando a 5,5 mil mortes. Dado este contexto, o Governo de Estado de São Paulo comprometeu-se a tomar novas medidas de prevenção através do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, lançado em 2015. Posicionando-se como estado precursor no Brasil ao estabelecer um programa para redução de mortes.

O projeto abordou o desafio de segurança viária do estado de São Paulo através de duas vertentes: a análise contextual do Programa já existente e o mapa de problemas da segurança viária. A partir das informações extraídas do diagnóstico, elaboraram-se insights que buscam sintetizar conclusões e conexões que atribuem novo sentido aos achados. Dadas estas análises, foram compostos cinco eixos de atuação: tecnologia; dados e impacto; relações; comunicação e educação; e governança gente e gestão. Com base nesses insights, soluções foram desenhadas para executar um plano de implementação com suas devidas prioridades para o governo e a população. 

Estas ações compõem o Programa Respeito à Vida que tem como prioridade o uso da tecnologia e da inovação para prevenção de problemas e criação de soluções, e que nenhuma morte no trânsito é aceitável.

Todas as pessoas que transitam em espaços públicos são parte igualmente importantes do problema e da solução. Assim, orienta-se que as ações de comunicação e educação sejam contempladas para todos a fim que os os atores do trânsito estejam no centro da solução. O que demanda engajamento e estabelecimento de parcerias da sociedade civil, iniciativa privada e setor público.

Nesse sentido as ações foram pensadas considerando a evolução dos eixos temáticos de atuação: